Pesquisar este blog

Carregando...

Receba boletim por e-mail. Digite seu e-mail abaixo e ao receber um e-mail confirme:

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Análise do Ato Público do SAE realizado no dia 13/08/2015

Por Mário Marcos,

O Ato Público, realizado pelos sindicatos dos professores, SINPRO, e dos Auxiliares em Educação, SAE, foi positivo apenas pelo fato de estarmos realmente ameaçados da retirada de direitos de todos nós trabalhadores em Educação, como o não pagamento da Licença Prêmio em pecúnia, quando da aposentadoria, e o reajuste do Tíquete Alimentação que já deveria ter acontecido.

Foi um ato esvaziado, tanto da parte dos professores quanto da parte dos Auxiliares em Educação. Nosso sindicato, SAE, nem carro de som disponibilizaram para esse ato, aproveitaram do carro de som do SINPRO e colocaram uma pequena faixa exigindo, reajuste do tíquete alimentação, implementação imediata do auxílio saúde, pagamento da licença prêmio e não centralização das perícias médicas.




Evidentemente estamos ameaçados em relação a essas reivindicações diante da alegação do governo não ter dinheiro em caixa. Mas a inércia e falta de mobilização do SAE junto à categoria tem sido um fator determinante para que nossas causas trabalhistas sejam proteladas e com o tempo fiquem mais difíceis de conquistarmos. Tem sido assim com o auxílio saúde, reajuste do auxílio alimentação, retroativo dos tíquetes alimentação, os 28,86% e o retroativo do adicional noturno dos vigias entre outras.

Um sindicato que ao longo de vários anos vêm perdendo a credibilidade, confiança, e caindo no descrédito com manobras políticas para se perpetuar a frente do mesmo, tem como consequência a falta de participação da categoria para lutar e exigir o pagamento e manutenção de direitos adquiridos, uma vez que os mesmos não tem nos representado com o devido respeito e transparência que merecemos.

Vejo que o poder de mobilização dos diretores do SAE tem um único propósito, continuarem sendo “donos” do SAE, pra isso são exímios. 

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Calendário escolar 2016 em debate

O Sindicato dos Professores do Distrito Federal - SINPRO-DF convida os professores e orientadores para debater o calendário escolar para o ano de 2016. O Sinpro apresentou duas propostas de calendário, fruto de discussão com a categoria.
De acordo com o SINPRO, a Secretaria de Educação do DF deve coletar sugestões junto às escolas, momento em que os professores e orientadores poderão fazer a defesa de umas das duas propostas do Sinpro, ou mesmo sugerir um nova, tendo com referência as propostas do Sindicato. Isso será para a comissão de negociação deste sindicato encaminhar a melhor proposta de calendário escolar.


Fonte: SINPRO-DF

Comentários: O SINPRO-DF de forma democrática convoca a sua categoria para optar e construir a melhor proposta de calendário escolar de 2016. O fato é que a Carreira de Assistência esta totalmente alijada deste processo de discussão. Acompanhando a discussão dos professores em uma das propostas, esta previsto recesso escolar na totalidade do mês de Julho de 2016, ou seja 30 (trinta) dias, transferido os dias letivos móveis para serem trabalhados de acordo com a proposta de alguns professores para os sábados. Veja que não formos consultados se queremos trabalhar nos sábados. Vale lembrar que nesse atual calendário o recesso escolar esta previsto apenas para professores e alunos, deixando a Carreira Assistência de fora. De acordo com a Lei 5106/2013 temos direito ao recesso de 15 dias em Julho e 07 no final do ano. Dessa forma se o calendário não for alterado para a seguinte redação “recesso para profissionais da educação e alunos”, corremos o risco de não ter mais esse direito.

Enquanto o SINPRO luta pela sua categoria de forma democrática, esta atual diretoria do SAE simplesmente não aparece em nada, RENOVAR É PRECISO!

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Governo Rollemberg quer dar Calote nos Aposentados

O governador Rodrigo Rollemberg quer descumprir a Lei Complementar nº 840/2011, instituindo o calote da pecúnia da licença-prêmio aos servidores aposentados.

Os servidores que se aposentarem neste ano e no exercício de 2015 não receberem esse valores poderão ficar com este direito comprometido. De acordo com matéria do Sinpro-DF o pagamento, que estava previsto para 13 de julho, não se efetivou e o governo edita agora esta medida que pretende ser maior que a lei do serviço público no DF.

A Lei Complementar nº 840 consolidou os direitos e conquistas da classe trabalhadora em 2011. Porém, desde o início de 2015, sob o mesmo argumento da falta de recursos, o Governo do Distrito Federal (GDF), tem buscado mecanismos para burlar a legislação.

A licença-prêmio não usufruída ao longo dos anos de trabalho, de acordo com a Lei nº 840/2011 se transforma em pagamento de pecúnia quando o profissional se aposenta, sendo assim a partir de 2011, o pagamento em pecúnia das licenças-prêmio passou a ser lei.

E agora, o Governo Rollemberg, tenta descumprir a Lei aprovada pela Câmara Legislativa através de um simples ato de ofício com o objetivo de descumprir uma conquista dos trabalhadores.


FONTE: Matéria extraída do site do Sinpro-DF com adaptações.


Comentários: Enquanto isso os Diretores do SAE estão em Recesso. Se os Servidores efetivos e os que estão se aposentado não fizerem uma mobilização contra mais este absurdo, esses tipos de atos do Governo, poderão se transformar em rotina. Continuamos alertando que é necessário renovar o nosso Sindicato - SAE-DF. Vejam que a Categoria do Magistério tem representantes e os nossos onde estão? Renovar é Preciso!

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Auxílio Saúde para a Carreira Assistência de Educação - Garantidos na Lei Orçamentária.

Por Anderson Pinheiro,

Foi aprovada na madrugada do dia 01/07/2015 a emenda aditiva de número 113/2015 de autoria da deputada Celina Leão que tem como objetivo atender o que estabelece a Lei 4.862/2012 que fixa o Auxílio Saúde. Sendo assim, tal emenda estende o Auxílio Saúde à Assistência à Educação do Distrito Federal, que até então tem sido tratado de forma discriminatória em relação aos servidores da mesma pasta a Carreira Magistério Público do Distrito Federal (CMP).

Com a aprovação da Emenda Aditiva foi adicionado cerca de quarenta milhões de reais destinados para o benefício na lei de diretrizes orçamentária de 2016. Cabe ressaltar que, para que seja concedido o auxílio e necessária a implantação efetiva do Auxílio Saúde por meio de um projeto de Lei.

Como sabemos que em dezembro de 2014 graças aos esforços das várias Associações que representam as diversas categorias da Carreira Assistência à Educação do Distrito Federal foi aprovada uma Emenda Aditiva de autoria das deputadas Celina Leão e Eliana Pedrosa que transferia os valores que seriam destinados a eventos na Secretaria de Cultura no valor aproximado de doze milhões de reais para o pagamento do Auxílio Saúde para a CAE, isso na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentária 2015). Como é perceptível, o valor de doze milhões de reais seria insuficiente para o pagamento no ano de 2015. Mas, se ao menos “tivéssemos” lutado para que ocorresse a implementação efetiva do auxílio saúde ao longo do ano poderia ser solicitado via termos aditivos o aumento da verba. É bom lembrar que esse valor já aprovado na LDO de 2015 é suficiente para o pagamento de 03 (três) meses. Isso significa que temos garantido para esse ano o pagamento dos meses de outubro, novembro e dezembro, todos de 2015. Mas para conseguimos isso será necessário mobilização da Carreira Assistência e isso se depender da atual Diretoria do SAE, não teremos. 

Todavia, como sabemos os representantes da categoria, a diretoria “colegiada” do SAE, até o presente não mobiliza a categoria para exigir tal implantação, e pelo visto continuaremos até o fim do ano sem nenhum tipo de mobilização, vide a pauta da última assembléia que deveria ser as ações em prol da categoria, sendo simplesmente sufocada pela votação da criação de uma nova taxa de manutenção jurídica. Taxa essa que não foi em momento nenhum exposta de forma clara aos ali presentes, nem sequer tinha o texto impresso da proposta. O que, em uma análise inicial, se trata apenas de mais uma forma de angariar fundos.

Se o nosso futuro permanecer na mão da atual direção do sindicato ele continuará obscuro, se não houver mobilização, o que está acontecendo neste ano se repetirá em 2016, 2017 e por muito mais tempo em nossa carreira. Em face da INOPERÂNCIA reafirmamos que RENOVAR É PRECISO.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Comissão do SINPRO-DF solicita à SEEDF Concurso para Monitor

Na tarde do dia 1º de junho a comissão do Sindicato dos Professores no Distrito Federal (SINPRO-DF), confirmou com representantes da SEDF a realização no próximo semestre de um concurso para a Carreira Magistério Público do Distrito Federal.

Aproveitando a situação o SINPRO pontuou a importância de que também fosse feito um concurso para o quadro de monitores concomitantemente ao da CMP, haja vista a crescente necessidade de criação de turmas inclusivas na rede.

Mais uma vez o SINPRO precisou tomar as rédeas, pois o SAE está letárgico, descompromissado, com toda a categoria, principalmente com os nossos monitores.

O quadro de monitores na SEDF em quatro anos já foi reduzido mais da metade, era mais de um mil e duzentos servidores, hoje contamos com menos de quatrocentos e cinqüenta. O que nos assusta é que nosso “Sindicato” parece alheio a tudo isso, poucas vezes este cargo importante da categoria, foi citado nas assembleias do SAE, isso quando ocorreu. A maioria das assembleias é apenas para tratar de assuntos de interesse apenas da Diretoria do Sindicato.

O que vemos hoje é o êxodo dos monitores para outras carreiras, pois na maioria das vezes, são assediados e obrigados por algumas direções a atender estudantes que não são contemplados na Estratégia de Matrícula, o que torna o trabalho exaustivo.

O fim do seguimento Monitores significa um retrocesso para educação, é cercear ou mesmo retirar os direitos expostos no artigo 59 da LDB 9394/1996.


É notório o descaso da direção do SAE com toda a categoria. Mais uma vez reafirmamos que RENOVAR É PRECISO!

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Assembleia do SAE - Abuso contra a Categoria!

O Sindicato dos Trabalhadores em Escolas Públicas do Distrito Federal - SAE-DF, veio convocar a categoria no dia 25/06/2015 em 1ª e 2ª chamadas para deliberar a seguinte pauta:

- O SAE-DF precisa ampliar a assistência jurídica que já propicia aos associados e a categoria. Visando ajudar na manutenção e ampliação do departamento jurídico, convida os integrantes da categoria para debater e aprovar a implantação de desconto de percentual nos processos com êxito em favor da entidade.

Avaliando essa assembleia verificamos que já é praxe dos atuais diretores do SAE chamar assembleias direcionadas apenas a um pequeno grupo de pessoas, com pouca divulgação é mobilização da categoria praticamente zero. O nosso sindicato possui uma arrecadação milionária e mesmo assim não disponibiliza transporte dos os servidores da carreira. Que tipo de mobilização é essa?

Nessa assembleia foi proposto que os servidores que se desfiliaram da entidade e estão fazendo parte de algum processo na Justiça que tiveram exito, terão que pagar um percentual a título de ressarcimento ao Sindicato. Vejam que a pauta da assembleia publicada em edital não é clara sobre a implantação do desconto de percentual em processos com êxito.

Diante essas obscuridades parte dos presentes na assembleia pediram esclarecimentos e quiseram fazer uso do direito a voz em assembleias. Mas de forma autoritária os diretores do SAE que presidiam a mesa não autorizaram filiados exercer o seu direito a voz, declarando a proposta aprovada, sem nem mesmo contar a quantidade de votos a favor, votos contra e as abstenções. 

Vejam que é um total desrespeito a nossa categoria, a atual diretoria faz o que bem entende. Usam o sindicato da forma como querem, sem nem mesmo se atentarem para o Estatuto da entidade e as Leis.

Na segunda assembleia foi proposta a seguinte pauta:

1 - Campanha salarial 2015;
2 - Atendimento da Pauta de Reivindicações;
3 - Auxílio Saúde;
4 - Informes gerais.

Já se passaram quase 06 (seis) meses e só agora o SAE inicia a Campanha salarial 2015. Campanha esta sem nenhum esclarecimento, não sabemos o que realmente esta sendo reivindicado. Não se tem um estudo sobre perdas financeiras, percentuais e índices definidos. O que eles realmente estão pedido ao Governo? Não sabemos. No Governo Agnelo ficou mais que provado que os nossos atuais Diretores do SAE só se preocupavam em disputar mais espaços naquele Governo 2011-2014. Muitos parentes e apoiadores de Diretores do SAE-DF estavam ocupando cargos no Governo Agnelo.

Desde o dia 1º de junho de 2012 o professores da Rede Pública do Distrito Federal passaram a ter direito ao auxílio saúde no valor mensal de R$ 200,00. É notório que o Sindicato da Carreira Assistência - SAE-DF não mobilizou a categoria em prol desse auxílio. Não é de conhecimento da opinião pública essa falta de respeito com a Carreira de Assistência de Educação do Distrito Federal que ocorre dentro da casa da educação. Desde o ano de 2012, a nossa categoria amarga mais essa discriminação por parte do GDF.

Diante de tanto descaso com a categoria, Renovar é Preciso!

sexta-feira, 19 de junho de 2015

ABRAM OS OLHOS...

No próximo dia 25 de junho de 2015, quinta-feira, às 09 horas o SAE-DF, fará uma Assembleia pra implantação de desconto de percentual nos processos com êxito em favor da entidade, e outra Assembleia às 10:30 horas para discutir campanha salarial 2015, Auxílio Saúde e informes gerais.

Essas Assembleias são sempre para aprovarem o que querem, e aprovam, sabem por quê? Porque o "grupo" que o sindicato leva às assembléias, umas 100 pessoas, sempre os mesmo e a maioria. Enquanto muitos de nós ficamos aqui, lamuriando as arbitrariedades de nossos Diretores.

Continuamos batendo na tecla de que temos que comparecer às assembleias e dizer: NÃO! Mas infelizmente essa minoria de colegas que eles levam acabam aprovando o que querem, mesmo ferrando com toda uma categoria de aproximadamente 15 mil servidores, sendo uns 10 mil filiados ao sindicato.

Temos que comparecer à essa e demais assembléias para contrapor e impedir que nossa categoria, mesmo desfragmentada, seja efetivamente extinta. As próximas assembléias serão todas para aprovarem o que querem, principalmente às vésperas de eleição, para poderem se perpetuar à frente do Sindicato.

Muitos falam em desfiliação, mas pelo contrário, temos é que nos filiar e pedir aos colegas filiados que compareçam às assembleias, pois assim teremos poder de votar contra essa diretoria que há cerca de 30 anos se instalou, criou raízes e ultimamente vem dilapidando nossas conquistas e sugando o máximo de nós associados.

Compareçam! Chame seus colegas e vamos mostrar que nossa categoria não são apenas poucos colegas que se deixam levar pelas migalhas recebidas.

Um abraço!

Mário Marcos. 9968 5020.

terça-feira, 2 de junho de 2015

Resultado da enquete pede RENOVAÇÃO JÁ!

O Movimento Alternativa propôs no blog uma enquete da qual 512 (quinhentos e doze) pessoas participaram, sendo que 53% são totalmente a favor da desfiliação em massa do SAE-DF, 44% são a favor da renovação completa do SAE-DF, 7% são a favor da permanência da atual Diretoria do SAE-DF e 6% não tem opinião formada sobre o assunto.


Renovação completa do SAE-DF
  227 (44%)
 
Permanência da atual Diretoria do SAE-DF
  7 (1%)
 
Desfiliação em massa do SAE-DF pela Categoria
  272 (53%)
 
Não tenho opinião sobre o assunto
  6 (1%)
 

Votos até o momento: 512
Enquete encerrada 

Mas de 97% dos participantes da enquete mostraram-se totalmente insatisfeitos com a atual diretoria do SAE-DF. E não é por pouca coisa. São muitas perdas durante anos. Com essa pequena amostra avaliamos que a Categoria pede RENOVAÇÃO JÁ.

Precisamos urgentemente percorrer um novo caminho, de valorização e respeito, lembrando que produzimos e somos responsáveis pela educação. Nós como Profissionais da Educação precisamos resgatar a importância que realmente temos nas escolas públicas do Distrito Federal. Isso só será possível com a renovação do nosso Sindicato, SAE-DF.

O MOVIMENTO ALTERNATIVA vem em defesa da categoria de forma democrática com a participação de todos, que pretende não ser prisioneiro do passado, mas militante do presente e esperançoso do futuro. Para que os trabalhadores e trabalhadoras assumam a consciência de suas capacidades e importância na sociedade que está cada vez mais exigente.

Diante da insatisfação da Categoria de Assistência à Educação do Distrito Federal com a forma que a atual diretoria vem conduzindo o nosso sindicato, SAE-DF, e os rumos incertos e desastrosos da nossa categoria, surgiu à necessidade de tentarmos mudar o cenário atual, onde a falta de respeito, truculência, intimidação, despreparo e a falta de transparência são práticas recorrentes dos atuais Diretores do SAE-DF para se perpetuarem no poder. Portanto através da nossa união com o MOVIMENTO ALTERNATIVA, todos nós teremos a opção de mudar, para que possamos ter um Sindicato realmente voltado para toda a categoria, com vários benefícios e não para um grupo fechado, ou seja um gueto de poucos associados e diretores. 

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Cursos à Distância Gratuitos - Instituto Legislativo Brasileiro



Estão abertas as pré-inscrições até o dia 17/06/2015 para os cursos à distância com tutoria - gratuitos, oferecidos pelo Instituto Legislativo Brasileiro - Faça sua inscrição.


FONTE: INSTITUTO LEGISLATIVO BRASILEIRO - PORTAL SENADO

domingo, 3 de maio de 2015

Diretoria do SAE-DF apresenta Prestação de Contas de 2014 sem nenhuma transparência!

Já é de costume da atual diretoria do SAE, conduzir a assembleia de forma arbitrária, tendenciosa, restritiva de direitos de membros da categoria que dela tentaram obstinadamente participar. Dessa forma foi cometida uma vasta gama de vícios procedimentais, inclusive com conivência. Não se permitiu em momento algum os presentes fazerem questionamentos ao Contador e ao Conselho Fiscal. De forma autoritária votaram a prestação de contas e encerraram a assembleia, sem permitir que ninguém tivesse direito a voz para fazer questionamentos.

Nessa prestação de contas a diretoria do SAE-DF apresentou apenas uma planilha genérica, como de costume, que na prática não demonstra a real destinação dos recursos do Sindicato. Uma prestação de contas transparente deveriam apresentar demonstrativos de despesas de fácil compreensão das contas no balanço contábil, abrangente e detalhado com divisão por item como Funcionários, Consumo (água, luz, telefone, Internet), Manutenção, Material de Consumo, Administrativos, Despesas com Veículos, Combustível e etc, isso facilitaria o entendimento. Em momento algum tivemos acesso as Certidões negativas do INSS, FGTS e Receita Federal entre outras.

Um ponto que nos chama muito a atenção é o fato de gastarem R$ 4.590.803,84 (quatro milhões, quinhentos e noventa mil, oitocentos e três reais e oitenta e quatro centavos) com “Pessoal”, sendo que o Sindicato possuem apenas 18 (dezoitos) empregados e 02 (dois) prestadores de serviços.

Vejam que temos um Sindicato com uma arrecadação Milionária de R$ 6.234.868,02 (seis milhões, duzentos e trinta e quatro mil e oitocentos e sessenta e oitos reais e dois centavos), que na prática pouco é retornado para a categoria em benefícios e muito menos em representação da Categoria.

Diante de tal descaso com os filiados desse Sindicato precisamos de Renovação Urgente!!!


Conheça abaixo a Planilha com o Demonstrativo de Resultado do Exercício de 2014:

Clique na imagem para ampliar
 Clique na imagem para ampliar

Clique abaixo e veja os seguintes Demonstrativos de Resultados:

sexta-feira, 1 de maio de 2015

1º de Maio dia do Trabalhador


A principal Bandeira de luta do 1º de MAIO foi a redução da jornada de trabalho!

Por falta de uma representação Sindical ética por parte da atual Diretoria do SAE-DF foram suprimidos alguns direitos da Categoria de Assistência à Educação entre eles a principal bandeira de luta do 1º de maio, o direito de opção da jornada de trabalho de 30h ou 40h. E essa não foi a única perda que tivemos nos últimos anos, vejam algumas delas abaixo:

  • GATA - Gratificação de Apoio Técnico Administrativa;
  • GIC - Gratificação de Incentivo à Carreira reduzida a 40%;
  • Subtração das Titulações de 5%, 7%, 15%, 40 % e 50 %;
  • Redução das Gratificação de Zona Rural e Ensino Especial, hoje esta em 50% inferior aos dos professores, no pretérito era o mesmo valor;
  • Redução de vencimentos a partir do ano de 2015 para os padrões iniciais da Carreira (LEI Nº 5106/2013);
  • Auxílio Saúde;
  • Reajustes apenas em setembro enquanto os professores recebem em março e setembro sem falar da diferença na porcentagem dos reajustes;
  • E muitas outras situações que iremos esta relatando.
Colega servidor@ se você não esta satisfeit@ com essa situação precisamos começar com mudanças no nosso Sindicato. Renovação já!!!

terça-feira, 28 de abril de 2015

Renovar a Direção do Sindicato - SAE DF é Extremamente Necessário!

O NOSSO Sindicato - SAE-DF, liderado há tanto tempo pelas mesmas figuras de sempre, a cada ano que passa só vem perdendo força e deixando escapar importantes conquistas (redução da GIC, perda da opção pela carga horária de 30h semanais, extinção do cargo de Agente, 28%, tíquete alimentação, curso de atualização, Auxílio-Saúde etc, etc e etc...)

Retrato disso é que a atual direção do SAE não possui o mesmo empenho e nem o mesmo interesse em obter reais melhorias para todos da Carreira, não consegue mais mobilizar os seus integrantes, possui fraco poder de negociação, vez que quase sempre age a reboque das ações e decisões tomadas pelo SINPRO, não consegue elaborar um plano de carreira descente, que atenda a todos os cargos, se mostram acomodados com a situação enfrentada e não parecem estar lutando de fato pela implementação do Auxílio-Saúde.

Não obstante a tudo isso, a título de exemplo, nada faz para inibir a alocação de professores em áreas administrativas de escolas e nas unidades administrativas da Secretaria de Educação.

Portanto, eis algumas pequenas razões pelas quais NOSSO Sindicato merece passar por uma RENOVAÇÃO, pois tal fato levaria boa parte dos integrantes da atual direção voltarem a trabalhar fora do Sindicato e sentirem na pele a realidade que vivemos, voltando a perceber que somos discriminados, trabalhamos em locais sem estrutura e recebemos menos que deveríamos.

Lembre-se, renovar é preciso!!!

                        Servidores da EMB

segunda-feira, 27 de abril de 2015

SAE convoca assembleias de Prestação de Contas e retirada de Delegados do 13º CECUT

Convidamos os servidores filiados para comparecerem. Não podemos deixar as coisas acontecerem sem a nossa participação. 


Clique na imagem para ampliar

Clique na imagem para ampliar

sexta-feira, 20 de março de 2015

EAPE - Inscrições Abertas

A EAPE – Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação esta com as inscrições abertas para vários cursos no período de 18/03 à 26/03/2015.

Clique aqui para maiores informações e realizar a sua matrícula.

A divulgação dos selecionados será disponibilizada no site da EAPE, a partir do dia 31 de março de 2015.

Em caso de dúvidas, entre em contato com o NUDINSC pelo telefone 3901-3187.

FONTE: EAPE - SEEDF

quinta-feira, 19 de março de 2015

RECEITA FEDERAL - Lança vídeos

A Receita Federal lançou hoje (19/3), no canal oficial no YouTube, uma série de 11 vídeos sobre o Imposto de Renda 2015. A série TV Receita Responde contém instruções gerais e respostas para as dúvidas mais frequentes dos contribuintes, como quem deve declarar, quais são as novidades para a declaração deste ano e quem pode ser considerado dependente.



Segundo nota divulgada pelo Fisco, "os vídeos buscam aproximar a Receita Federal do cidadão, explicando, em linguagem coloquial, os principais assuntos relacionados à legislação do Imposto de Renda da Pessoa Física."

quinta-feira, 5 de março de 2015

Diretoria do SAE-DF em “ESTADO DE ALERTA”!?

Enquanto os diretores do SAE ficaram em “ESTADO DE ALERTA”, como podem perceber pela foto, são uns ao telefone, outros cochilando, dormindo, espreguiçando, de braços cruzados e etc, enquanto isso a Carreira Magistério fez greve até o Governo propor nova alternativa para pagamento dos atrasados.

clique na imagem para ampliar


É lamentável vermos os diretores do SAE sempre sem postura, sem credibilidade, sem poder de mobilização, desgastados, e inertes ao longo de tantos anos, fazendo apenas articulações para se manterem a frente do nosso sindicato.

Se tivéssemos uma Diretoria renovada, atuante, transparente, democrática e voltada para os interesses da categoria, não teríamos perdido ou deixado de ganhar ao longo de vários anos os 28%, Tíquetes Alimentação, Extinção de Cargos, GIC, GATA, Fundo Constitucional, Auxílio Saúde e por aí vai...

Na estrutura do SAE, cada diretor deveria apresentar projetos relacionados às suas respectivas secretarias: Esporte; Cultura e Lazer; Habitação; Aposentados; Formação sindical; Saúde; Administração; Imprensa; Assuntos jurídicos; Novas tecnologias; Gênero, Raça e Política para Mulheres; Convênios, mas o que temos visto nesse aspecto? NADA! NENHUM PROJETO.

Colegas, vamos despertar a consciência, e participar das assembleias, mostrar que realmente não aceitamos e não queremos mais essa Diretoria que aí está. Até quando vamos deixar um pequeno grupo de simpatizantes dos diretores do SAE decidirem tudo? Vamos dizer NÃO, ou continuarmos insatisfeitos e reféns de tudo isso?

Mário Marcos – CEE 01 Taguatinga - 9968-5020

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Assembleia do SAE - Avaliação

ASSEMBLEIA DO DIA 23/02/15
VEJAM O QUE ACONTECEU

A Assembleia do SAE no dia 23/02/2015, com a seguinte pauta de reivindicação: Quitação imediata dos pagamentos em atraso; Pagamento do Auxilio Saúde e Reestruturação da Carreira, foi um verdadeiro fiasco. Já era previsto o pequeno número de participantes à assembleia, tendo em vista o descrédito do SAE perante nossa categoria.
Essa falta de credibilidade do SAE é perceptiva até mesmo pela sua Diretoria, tanto é que fizeram nossa Assembleia, no mesmo dia e horário do SINPRO pra dar a impressão de uma assembleia repleta de servidores, mas não foi isso o que aconteceu. Não havia quase ninguém da categoria, uns “gatos pingados”. Após retornarem da reunião com o governo, no palácio do Buriti, os diretores do SINPRO chamou sua categoria para se posicionar em frente ao seu carro de som, enquanto nós da carreira Assistência ficamos em frente ao carro de som do SAE, e nesse momento percebemos que não éramos nem 100 colegas presentes.
A partir daí em diante o que se viu foi os diretores do SINPRO dar andamento em suas discussões, enquanto nossos diretores ficavam paralisados sem saber o que fazer. Quando tentavam se impor, eram repreendidos pelos diretores do SINPRO falando que não tinham terminado sua assembleia e que o SAE aguardasse. Foi constrangedor.
A proposta do Governo foi de estudar nova possibilidade para pagamento dos atrasados e apresentar na sexta feira dia 27/02. Diante dessa proposta o SINPRO, que já havia mobilizado sua categoria e estava em peso à Assembleia decidiram entrar em greve até sexta feira, mostrando sua força e obrigando o Governo a trazer uma data para o pagamento integral das pendências salariais em atraso.
Já o SAE, fragilizado pelo pouco número de presentes à Assembleia, decidiu fazer discussão e mobilização durante a semana junto à categoria para que sexta-feira possamos decidir o que fazer, o que não aconteceu, pelo menos em minha escola. Mais uma vez o SAE demonstrou incompetência, e falta de mobilização. Foi vergonhoso! Vejam as fotos e percebam a pequena quantidade de colegas à Assembleia, e a cara de coadjuvantes de nossos diretores.
clique na imagem para ampliar


Se você é, ou faz parte de um grupo de oposição ao SAE vamos conversar?

Mário Marcos – CEE 01 de Taguatinga - 9968 5020 (vivo)

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

MEC abre espaço para Consulta Pública para Valorização de Diretores das Escolas Públicas

O Ministério da Educação abre uma Consulta Pública para a criação de um programa de valorização de diretores de escolas públicas de educação básica municipais, estaduais e federais de todo país.

O objetivo é que alunos, pais, professores, gestores, comunidade escolar, academia, estudiosos e sociedade em geral possam apresentar suas experiências sobre o trabalho de diretores escolares e fazer propostas, sugestões e comentários.

Esta consulta ficará aberta até dia 02/03/2015. Imediatamente após o término do prazo, todas as sugestões serão sistematizadas, analisadas e servirão de base para um debate público sobre a criação do programa.


Clique aqui e participe desta consulta pública.


FONTE: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

GDF - Pacote de 21 medidas!

Governo reforça discurso sobre benefícios do pacote de 21 medidas
O Executivo explica que, com as mudanças, a arrecadação vai aumentar e os gastos vão diminuir. Especialistas apontam que contribuinte será o mais atingido


Reunidos no pacote chamado Pacto por Brasília, os projetos que alteram alíquotas de diversos impostos no Distrito Federal serão enviados à Câmara Legislativa na próxima segunda-feira, para a aprovação dos deputados distritais. Mais do que discutir um conjunto de propostas, os parlamentares terão de enfrentar um debate que contrapõe dois pontos de vista com argumentos igualmente razoáveis: de um lado, o governo, que precisa cobrir o rombo de aproximadamente R$ 4 bilhões deixado pela gestão anterior; do outro, a população, que vai sofrer com aumento de impostos.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Inscrições para creches públicas vão até sexta-feira (30)

O processo seletivo para o preenchimento de vagas em 26 Centros de Educação para a Primeira Infância (Cepis) e 64 creches conveniadas vai até sexta-feira (30). A inscrição deve ser feita na Coordenação Regional de Ensino (CRE) à qual a instituição está vinculada, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. A previsão é que o resultado seja divulgado em 06 de fevereiro.

Devem participar do chamamento atual somente os interessados em novas vagas ou aqueles que pretendem alterar a instituição escolhida. Quem já se inscreveu e ainda não foi contemplado permanece no banco de cadastrados.

Critérios socioeconômicos para inscrição e classificação:
  1. Baixa renda: família participante de algum programa de assistência social;
  2. Medida protetiva: candidato em situação de vulnerabilidade social;
  3. Risco nutricional: criança em estado de vulnerabilidade nutricional — com declaração da Secretaria de Saúde;
  4. Mãe trabalhadora: aluno cuja mãe trabalha, formal ou informalmente.

Documentos necessários (original e cópia):
  1. Certidão de nascimento / documento de identidade da criança;
  2. Comprovante de residência ou do endereço do trabalho do pai/mãe ou responsável legal;
  3. CPF ou RG do pai, da mãe ou do responsável legal.


FONTE: SEDF

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

CLDF se coloca à disposição para votar projeto que pagará salários atrasados de servidores

A presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), deputada Celina Leão (PDT), está disposta a convocar os deputados distritais para votar, antes do reinício oficial das atividades da Casa, o projeto de lei do Poder Executivo que antecipa receita orçamentária para pagar os salários atrasados dos servidores das áreas de saúde e educação. Em entrevista à imprensa, publicada no dia 21 deste mês, o governador Rodrigo Rollemberg informou que enviaria a proposta à Câmara no início de fevereiro, quando termina o recesso parlamentar.

Caso a proposta seja enviada ainda em janeiro, Celina Leão está se colocando à disposição do GDF para receber o projeto e fazer a autoconvocação do Poder Legislativo a fim de que os servidores recebam seus salários o mais rápido possível. A medida não ocasionaria ônus para o GDF nem para a Câmara. Em caso de autoconvocação, os deputados não recebem remuneração extra pelo trabalho adicional.

Comissões - Para acelerar o trâmite do projeto, a presidente pretende publicar no Diário da Câmara Legislativa (DCL) a abertura de prazo para que os líderes de blocos e partidos indiquem os membros das comissões de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF) e de Constituição e Justiça (CCJ), de acordo com os critérios de proporcionalidade previstos no Regimento da Casa.

São essas as comissões pelas quais o projeto precisa passar para ser analisado e votado. Os pareceres podem ser dados no plenário, com a proposição tramitando em regime de urgência, o que reduz os prazos para análise e deliberação. Todas essas condições estão previstas no Regimento da CLDF. O quórum necessário para votação, no caso em questão, é de 13 deputados, e a aprovação seria por maioria simples (metade dos deputados presentes mais um).

Segundo o chefe da Casa Civil, Hélio Doyle, o GDF vai pedir à Câmara uma antecipação orçamentária de mais de R$ 300 milhões. O valor viria por empréstimo.

FONTE: Texto retirado do site da CLDF

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Parada para o Descanso!

Estamos fazendo uma pequena parada nas postagens do blog para um merecido descanso depois de um longo ano de muito trabalho. Mas logo voltaremos a atualizar o blog e pedimos ajuda aos interessados. Diante de tantos acontecimentos e enrolação por parte do nosso sindicato precisamos nos unir.

Informamos que este espaço estará sempre disponível para os companheiros da Carreira de Assistência à Educação!

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

sábado, 27 de dezembro de 2014

SINPRO DF e Secretário de Administração fazem reunião sobre o 13º

Ontem 26 uma comissão dos professores esteve reunida com o Secretário de Administração Wilmar Lacerda. A pauta da reunião  foi o pagamento do 13º dos professores que esta atrasado. Este pagamento deveria ter sido feito até o dia 20 de dezembro. Na quarta feira 24 o SINPRO entrou na Justiça pedindo o pagamento imediato. Mas até agora não tiveram resposta.

De acordo com o Secretário de Administração o valor do 13º dos professores e também dos servidores da Saúde é de R$ 114.000.000,00 (cento de quatorze milhões de reais) e será feito um esforço para realizar o pagamento até o dia 30 de dezembro.

É bom lembrar que os Servidores da Educação também estão sem este 13º. Felizmente esta luta dos professores também irá nos beneficiar. Ficamos no aguardo. Ficando claro que é necessário a renovação do Sindicato da Carreira Assistência - SAE-DF.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Boas Festas! E um próspero Ano Novo!


Natal...
É o mês de confraternização Agradecimento pela vida
Bênçãos ao filho de DEUS
União, amor, reflexão!
Que o bom velhinho traga um saco cheinho de paz,
harmonia, fraternidade
Que o gesto de ternura se estenda de várias mãos
Que ao som dos sinos
O amor exploda em toda direção!


FELIZ NATAL!
UM ANO NOVO DE FÉ E SUCESSO!
São os nossos sinceros votos!

MOVIMENTO ALTERNATIVA!

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Auxílio Saúde: Inclusão no Orçamento de 2015 Garantida




A ASTEGE – Associação dos Técnicos de Gestão Educacional do Distrito Federal, depois de muita luta conquistou após muitos contatos com Deputados e Deputadas Distritais a inclusão da emenda de autoria da Deputada Eliana Pedrosa. A emenda garante os recursos para pagamento do benefício do Auxílio Saúde no exercício de 2015 da Lei Orçamentária Anual para a Carreira de Assistência à Educação do Distrito Federal.

De acordo com a ASTEGE esta luta nesses últimos dias contou com o apoio da Associação dos Analistas e dos Monitores, bem como diversos colegas dos diversos cargos da Carreira de Assistência à Educação do Distrito Federal.

O primeiro passo foi dado, com a inclusão orçamentária o próximo objetivo da ASTEGE é lutar por uma Lei que garanta esse benefício já no exercício de 2015, sem argumento de falta de previsão orçamentária.

A ASTEGE reconhece que foi uma vitória de todos, especialmente, pelo reconhecimento por parte dos(as) Deputados(as) da existência de uma Carreira responsável de profissionais da Educação e que deve ser valorizada. Essas ações devem continuar a serem realizadas, pois isso irá contribuir para serem reconhecidos, ouvidos e atendidos em seus pleitos, parabéns a todos.

FONTE: Diretoria Colegiada da ASTEGE

Clique aqui e conheça a emenda da previsão orçamentária para o auxílio saúde.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Ação em Prol Auxílio Saúde para a Carreira Assistência

Clique na Imagem para Ampliar

Comentário: Enquanto o SAE-DF deixa a vida levar, a ASTEGE - Associação dos Técnicos em Gestão Educacional convoca toda a categoria incluindo os Agentes, Monitores e Analistas para realizar uma ação em prol do auxílio saúde no dia 09/12/2014 a partir das 15h00m. A finalidade deste movimento é incluir no orçamento de 2015 recursos para que esse benefício seja disponibilizado para a Carreira de Assistência à Educação no ano de 2015.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Nota de Esclarecimento - Pagamento de Professores

A Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal informa que, em relação às notícias veiculadas por meio da imprensa, de possíveis dificuldades para o pagamento das folhas de dezembro/2014 e férias coletivas, são necessários os seguintes esclarecimentos:

1. Historicamente, a folha de pagamento do mês de dezembro de um ano sempre foi paga até o quinto dia útil do mês subsequente, isto é, janeiro do ano posterior. Considera-se nesse caso também, o repasse do primeiro duodécimo do Fundo Constitucional 2015 – cerca de R$ 1 bilhão. Desse modo, não há que se falar em dívida deixada de um governo para outro, mas da utilização planejada de parte do orçamento 2015.

2. A Comissão Paritária instituída para discutir e elaborar o Calendário Escolar 2015 analisou inúmeras propostas chegando ao consenso por aquela publicada na Portaria Nº 221, de 16 de outubro de 2014, que garante o usufruto das férias coletivas para o período de 05/01 a 03/02/2015 e 19 dias de recesso escolar entre o 1º e o 2º semestres.

Ao optar por este calendário, os representantes do Sindicato dos Professores no DF (SINPRO/DF), foram alertados da dificuldade que o Governo do Distrito Federal encontraria em cumprir a exigência legal de pagamento do adicional de férias (um terço da última remuneração) com a antecedência prevista, ou seja, 48 horas antes do início oficial das férias.

Cientes dos contratempos e benefícios que o calendário traria à comunidade escolar e às categorias de trabalhadores em educação envolvidos nesse processo, optou-se pelo calendário divulgado na rede pública de ensino do DF.

3. O Governo do Distrito Federal e a Secretaria de Educação reiteram seu compromisso com os servidores públicos, em especial, os trabalhadores em educação, em fazer a gestão responsável da educação pública do Distrito Federal.


Comentário: Apesar a SEDF mencionar apenas os professores, todos os Profissionais da Educação do Distrito Federal (Carreira Magistério e Assistência) devem atentar para esta nota de esclarecimento. Enquanto a Carreira de Assistência não tiver um Sindicato que realmente represente-a seremos sempre discriminados e nem mesmo mencionados.